Estamos em clima de Copa do Mundo e muito tem se falado sobre a quantidade de quedas que o Neymar Jr. tem sofrido, mas será que isso é realmente importante para o desempenho de nossa Seleção Brasileira?
Trazendo esse cenário para o mundo do marketing digital, é muito comum que o lojista preste atenção em alguns dados que enchem seus olhos, mas que pouco dizem sobre os resultados de marketing digital de sua empresa, ou seja, as métricas de vaidade.
Se você está buscando informações relevantes, está no lugar certo! Aqui, apresentaremos o que são as métricas de vaidade e apontaremos como escapar delas e perceber que os “tombos do Neymar Jr.” podem te desviar do caminho para a Taça. Confira!

O que são métricas de vaidade?

É fato que o marketing digital nos permite mensurar absolutamente tudo sobre as estratégias adotadas por sua empresa, mas será que realmente tudo é importante de ser acompanhado?

Consideramos como uma métrica de vaidade todo e qualquer tipo de dado ou informação que, apesar terem certa importância para o marketing digital, não representam de forma efetiva o desempenho de uma campanha.

Imaginemos que uma empresa investiu em publicidade paga no Facebook e obteve um aumento de 500 seguidores. Interessante, não é mesmo? Mas o que isso representa em resultados ela?

Não estamos afirmando que acompanhar o número de seguidores seja desnecessário, mas esse dado isolado não possui representatividade e relevância.

Para verificar o resultado de um investimento, existem outras métricas mais efetivas que, aliadas às métricas de vaidade, trazem dados realmente relevantes.

Quais são as métricas de vaidade mais comuns?

Curtidas e compartilhamentos são dados considerados como métricas de vaidade pois, sozinhos, não representam nenhuma informação relevante sobre os resultados alcançados.

É certo que uma postagem com um alto volume de curtidas e compartilhamentos é um bom sinal, contudo, as pessoas podem ter sido atraídas pela foto ou pelo título. Se não houver cliques na postagem que levem para o seu site ou blog, eles não representam nada.

Outra grande ilusão é acreditar que um alto número de clique ou de seguidores, como no exemplo acima, são uma métrica de qualidade. É claro que se não houver cliques, algo não está funcionando de acordo com o esperado, mas se existem cliques e não existem conversões, são apenas dados soltos e sem relevância alguma.

Mais uma métrica de vaidade bastante utilizada é o volume de acessos a um site ou loja virtual. Sozinhos, eles não representam indicam nada, afinal, de que adianta os acessos, se você não recebe nenhum contato ou faz uma venda, não é mesmo?

Seria como a seleção da Espanha que busca manter um percentual de posse de bola alto, mas que não consegue marcar um gol (conversão).

O que realmente deve ser mensurado?

Assim como em um jogo de futebol, existem estatísticas que realmente são interessantes de serem acompanhadas a fim de se identificar falhas e avaliar o desempenho, como a posse de bola, percentual de passes corretos e, claro, a quantidade de gols.

Veja, abaixo, quais são as métricas que merecem a sua atenção no marketing digital e não abra espaço para a concorrência!

ROI

Essa métrica equivale a um gol e é uma das mais importantes utilizadas. Essa sigla representa o termo em inglês “Return On Investiment”, ou retorno sobre o investimento.

Por meio dela é possível verificar quanto a empresa está gerando de lucro (ou prejuízo) com cada real investido, seja em publicidade paga (Google AdWords e Facebook Ads) ou em qualquer outro investimento.

Custo de aquisição

Conquistar cada vez mais clientes é o sonho de todo empresário, contudo, você sabe o quanto a sua empresa gasta para conseguir um novo cliente? Para isso, é preciso calcular o Custo de Aquisição de Clientes.

A grande questão é saber quais os custos que deverão ser incluídos, sendo essa a maior dificuldade para trazer precisão ao resultado, por isso, some todos os custos diretos e indiretos que compuseram o processo de captação.

Taxa de conversão

Falando em métricas de marketing digital, não podemos nos esquecer da famosa conversão. Uma conversão é o volume de clientes que realizaram uma determinada ação e, assim, avançaram em seu funil de vendas.

Imaginemos que seu site possui 50 mil visitas por mês. Um número atrativo, não? Mas sozinho, ele não representa um dado relevante, mas passa a ter importância a partir do momento em que é colocado em um contexto específico.

Conhecer qual a taxa de conversão de cada uma de suas ações é fundamental para verificar a efetividade de suas estratégias pois, se uma página está com uma taxa de conversão baixa, é sinal de que é preciso melhorá-la.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o que realmente importa para a sua estratégia de marketing digital, entre em contato com a gente e descubra como você pode melhorar seu e desempenho e não cair que nem o Neymar com métricas de vaidade!

* campo obrigatório